Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Os mísseis russos que se tornaram alvo de disputa entre EUA e Turquia

A Turquia, dona do segundo maior Exército entre os 29 países que compõem a Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), está prestes a adquirir mísseis antiaéreos S-400.
BBC News Brasil

Os S-400 são os mísseis "terra-ar" mais avançados do mundo e se tornaram motivo de uma disputa entre Turquia e Estados Unidos que pode ameaçar a aliança militar das potências ocidentais.

Isso porque os S-400 são fabricados na Rússia, o principal rival da organização fundada em 1949 justamente para se opor à então União Soviética.

A insistência da Turquia em adquirir os mísseis russos irritou os Estados Unidos, que encaram a decisão como uma potencial ameaça para seus aviões de combate F-35, também em vias de serem comprados pelos turcos.
Troca de farpas

"Não ficaremos de braços cruzados enquanto os aliados da Otan compram armas dos nossos adversários", advertiu o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, durante um encontro organizado há poucos dias em Washington para celebrar o aniversár…

Avião russo sobrevoa bases militares dos EUA

Uma aeronave Tu-154M LK-1 da Força Aeroespacial da Rússia sobrevoou o território dos EUA, de acordo com recursos de monitoramento.


Sputnik

Como informa o portal The Drive, o avião com equipamento para fotografia e monitoramento por radar realizou um voo de observação no âmbito do Tratado de Céus Abertos.

Avião Tu-154 (imagem referencial)
Tupolev Tu-154 © Sputnik / Mikhail Melnichuk

O Tu-154M decolou da base aérea de Great Falls, localizada no estado americano de Montana, e percorreu por várias horas o oeste do país — Nevada e Califórnia.

Em particular, ele passou perto das bases aéreas de Lemoore e China Lake e do polígono de Fort Irwin e sobrevoou as bases de Edwards, Creech e Nellis. Em seguida, foi monitorado o polígono NTTR e depois a fábrica de armas nucleares de Yucca Flat. Além disso, de acordo com relatos mediáticos, o avião passou perto da Área 51, uma subunidade remota da base aérea de Edwards.

A maior parte do voo foi realizada à altitude de pouco mais de 4 quilômetros acima do solo. Na área de NTTR o avião subiu a uma altura de cerca de 9 quilômetros.

Os países da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE) assinaram em 1992 o Tratado de Céus Abertos. O documento foi uma das medidas de criação de confiança na Europa após a Guerra Fria.

De acordo com o documento, os Estados podem realizar voos de reconhecimento sobre o território de outros países membros e coletar informações sobre suas tropas. O Tratado está em vigor desde 2002 e inclui a maioria dos países da OTAN, a Rússia, a Bielorrússia, a Ucrânia, a Geórgia, a Bósnia e Herzegovina e países neutros como a Suécia e a Finlândia.

Avião Dewoitine D.520 Fighter - HOBBYBOSS

Avião Dewoitine D.520 Fighter - HOBBYBOSS

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas