Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Irã ameaça romper limite de reservas de urânio; entenda o que país pode fazer se sair de acordo nuclear

Sem regulação, país pode adotar equipamentos mais modernos e rápidos e ampliar volume de enriquecimento de material que pode ser usado em armas nucleares. Acordo foi firmado em 2015 entre Irã e mais seis países, mas Trump retirou EUA em maio de 2018.
Associated Press

O Irã anunciou que irá exceder o limite de reservas de urânio determinado pelo acordo nuclear de 2015, ampliando as tensões no Oriente Médio.

O prazo de 27 de junho dado por Teerã vem antes de outra data limite, 7 de julho, para que a Europa apresente melhores termos para que o país permaneça no acordo. Se essa segunda data passar sem nenhuma ação, o presidente iraniano Hassan Rouhani diz que a república islâmica irá provavelmente retomar o alto enriquecimento de urânio.

Veja a seguir em que situação está o programa nuclear do Irã atualmente:

O acordo nuclear

O Irã fechou um acordo nuclear em 2015 com Estados Unidos, França, Alemanha, Reino Unido, Rússia e China. O acordo, formalmente conhecido como Plano de Ação Conjunto Abran…

Bolton: EUA considerarão instalação de forças estrangeiras na Venezuela como ameaça à paz

O assessor de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, avisou os países "de fora do Hemisfério Ocidental" para que não instalem forças militares na Venezuela.


Sputnik

Ele sublinhou também que os Estados Unidos vão considerar essas ações provocativas e "uma ameaça direita à paz internacional e à segurança na região".

John Bolton, consejero de Seguridad Nacional de EEUU
John Bolton © AP Photo / Cliff Owen

"Advertimos veemente os atores de fora do Hemisfério Ocidental contra a instalação de forças militares na Venezuela ou em qualquer outro lugar no Hemisfério na tentativa de estabelecer ou expandir operações militares", revelou ele.

Ele acusou também o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, de estar tentando permanecer no poder usando "o pessoal e o equipamento militares russos". Bolton declarou que os EUA continuarão protegendo seus interesses no Hemisfério Ocidental.

Anteriormente, o adido militar da embaixada venezuelana em Moscou, José Rafael Torrealba Pérez, comentou a presença de especialistas russos no país caribenho. Segundo ele, trata-se de colaboração técnico-militar. De forma alguma a presença militar russa tem a ver com a possibilidade de operações militares na Venezuela.

O assessor do presidente russo, Yuri Ushakov, por sua vez, afirmou que a colaboração entre a Rússia e a Venezuela decorre "no quadro de relações normais com o governo legítimo" da Venezuela.

O desembarque de aviões militares russos An-124 e Il-62 na Venezuela em 23 de março foi criticado pelos EUA. O vice-presidente, Mike Pence, chamou de "provocação indesejável", enquanto o presidente dos EUA, Donald Trump, declarou que "a Rússia deve sair" da Venezuela, acrescentando que todas as opções estão sendo avaliadas.

Smartphone Samsung Galaxy J6 32GB Preto - Dual Chip 4G Câm. 13MP + Selfie 8MP Flash

Smartphone Samsung Galaxy J6 32GB Preto - Dual Chip 4G Câm. 13MP + Selfie 8MP Flash Preto

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas