Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Trump reconhece soberania de Israel sobre Colinas de Golã

Ao lado de Netanyahu, presidente dos EUA contradiz décadas de política externa e reconhece a soberania de Israel sobre o território, ocupado em 1967 e anexado em 1981. Síria vê ataque a sua integridade territorial.
Deutsch Welle

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reconheceu formalmente nesta segunda-feira (25/03) a soberania de Israel sobre as Colinas de Golã, um território disputado com a Síria e que Israel anexou em 1981.

O governo do presidente sírio, Basahr al-Assad, respondeu de imediato e afirmou que a decisão é um ataque à soberania e à integridade territorial da Síria.

O decreto de reconhecimento foi assinado no início de um encontro com o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, em Washington. Trump justificou a medida com as "ações agressivas" do Irã e de grupos "terroristas" contra Israel.

Netanyahu disse que se trata de um dia histórico e que Trump é o melhor amigo que Israel já teve.

Em Israel, o reconhecimento pode significar um forte i…

China anuncia meta do PIB e investimentos em defesa

A China fixou a sua meta de crescimento econômico em 2019 entre 6 e 6,5%, conforme anunciou nesta terça-feira, horário local, o primeiro-ministro Li Keqiang em seu reporte anual, citado pela Reuters. Ano passado, a meta também foi de aproximadamente 6,5%.


Sputnik

Já a meta de inflação para os consumidores foi fixada pelo governo chinês em torno de 3% — mesma de 2018 —, enquanto o objetivo de déficit orçamentário é de 2,8% do Produto Interno Bruto (PIB), contra 2,6% no ano anterior. 


Premiê chinês, Li Keqiang (arquivo)
 Li Keqiang © AP Photo / Ng Han Guan

De acordo com o Ministério das Finanças, os gastos em defesa em 2019 deverão aumentar 7,5%, totalizando cerca de US$177,6 bilhões, relatou a AFP. O crescimento dos investimentos nesse setor será inferior ao do ano anterior, quando foi de 8,1%.

A China possui o segundo maior orçamento militar do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos, que alocaram cerca de US$716 bilhões em 2019. Pequim não registra um aumento de dois dígitos nos gastos com esse setor desde 2015.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas