Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Trump reconhece soberania de Israel sobre Colinas de Golã

Ao lado de Netanyahu, presidente dos EUA contradiz décadas de política externa e reconhece a soberania de Israel sobre o território, ocupado em 1967 e anexado em 1981. Síria vê ataque a sua integridade territorial.
Deutsch Welle

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reconheceu formalmente nesta segunda-feira (25/03) a soberania de Israel sobre as Colinas de Golã, um território disputado com a Síria e que Israel anexou em 1981.

O governo do presidente sírio, Basahr al-Assad, respondeu de imediato e afirmou que a decisão é um ataque à soberania e à integridade territorial da Síria.

O decreto de reconhecimento foi assinado no início de um encontro com o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, em Washington. Trump justificou a medida com as "ações agressivas" do Irã e de grupos "terroristas" contra Israel.

Netanyahu disse que se trata de um dia histórico e que Trump é o melhor amigo que Israel já teve.

Em Israel, o reconhecimento pode significar um forte i…

Construtora no Afeganistão é alvo de ataques e 21 pessoas são mortas

Uma construtora foi alvo de ataque, nesta quarta-feira, no leste do Afeganistão, e 21 pessoas acabaram morrendo na ação, sendo que 16 eram funcionários da empresa e cinco insurgentes, enquanto outros nove civis ficaram feridos.


EFE

Cabul - O ataque às instalações da construtora privada afegã MQ, localizada perto do aeroporto de Jalalabad, capital da instável província de Nangarhar, começou antes do amanhecer.


EFE/ Ghulamullah Habibi
EFE/ Ghulamullah Habibi

A operação insurgente, que ainda não foi reivindicada, começou com a detonação de um carro-bomba, dando início ao tiroteio entre os agressores e agentes das forças de segurança que protegiam o local, informou em comunicado o porta-voz do governador provincial, Attaullah Khogyanai.

Além dos cinco agressores, também "morreram 16 funcionários da companhia e outros nove ficaram feridos", explicou o porta-voz, detalhando que entre os feridos "dois estão em estado grave".

As forças de segurança vasculham a área em busca de qualquer insurgente que possa estar escondido ou para retirar explosivos que não tenham sido detonados, por isso que os detalhes finais podem variar, concluiu Khogyanai.

Um membro do conselho provincial, Zabihullah Zmarai, disse à Agência Efe que a empresa de construção atacada está perto do aeroporto provincial, onde estão as tropas dos Estados Unidos.

Por enquanto, nenhum grupo insurgente reivindicou a autoria do ataque.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas