Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares revelam como suas vidas foram destruídas pelo Exército dos EUA

O Twitter oficial do Exército dos EUA realizou uma pesquisa para averiguar como o serviço impactou a vida de seus militares.
Sputnik

Atualmente, mais de 9.000 pessoas já compartilharam suas opiniões. Apesar de constatarem que o serviço no Exército fortalece fisicamente e emocionalmente as pessoas, dando algum sentido às suas vidas e abrindo perspectivas profissionais, há muitos outros comentários com declarações céticas e críticas sobre a influência do Exército dos EUA no mundo, no país e na sua vida pessoal.

Várias pessoas compartilharam histórias de seus familiares que cometeram suicídio, sofreram de transtorno por estresse pós-traumático, passaram por mudanças radicais de caráter e comportamento ou deixaram de ser saudáveis depois de participarem em ações militares dos EUA.

Além disso, há aqueles cujos familiares ou eles próprios foram abusados durante o serviço.

Outros usuários recordaram que os horrores da guerra deixam cicatrizes na mente.

Diversos outros usuários da rede social compa…

Destróier americano Gravely deixa mar Báltico

O destróier de mísseis guiados Gravely da Marinha dos EUA deixou o mar Báltico, estando a atravessar os estreitos dinamarqueses, informou o Comando Naval da OTAN em comunicado no 11 de março.


Sputnik

De acordo com o comando, o destróier USS Gravely navega junto com um petroleiro alemão e uma fragata polaca.


USS Gravely (DDG 107)
USS Gravely DDG-107 © AFP 2018 / Paul Farley

O Centro Nacional de Gestão da Defesa da Rússia informou em 26 de fevereiro que o destróier USS Gravely entrou na área do mar Báltico. A Frota do Mar Báltico da Rússia passou a monitorar o navio americano de forma permanente.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas