Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares juntam-se à polícia em protesto dos "coletes amarelos". Há 31 detidos

Os militares da operação antiterrorista "Sentinela" foram mobilizados para proteger as principais instituições francesas. Ao final da manhã, os coletes amarelos eram ainda em pequeno número na capital e quase invisíveis entre a população.
Diário de Notícias

As forças armadas francesas juntaram-se à polícia, este sábado, em Paris, para enfrentar o 19º fim de semana consecutivo de protestos dos coletes amarelos contra o governo do presidente Emmanuel Macron. Ao final da manhã, com os locais habituais de manifestação interditos e o reforço militar junto às principais instituições francesas, os "coletes amarelos" passavam quase despercebidos entre turistas e parisienses.

Segundo a Reuters, o governo francês decidiu mobilizar os militares da operação antiterrorista "Sentinela", depois de ter proibido os manifestantes de se reunirem nos Campos Elísios, onde no último fim de semana dezenas de lojas foram destruídas e algumas completamente pilhadas.

Além da presença …

Drone americano efetua reconhecimento nas fronteiras ocidentais da Rússia

Um drone estratégico RQ-4B da Força Aérea dos EUA realizou um voo de reconhecimento nas fronteiras ocidentais da Rússia, relata o portal de monitoramento PlaneRadar.


Sputnik

De acordo com o portal, a aeronave com o número de cauda 10-2043 partiu da base aérea de Sigonella, na Itália, no domingo de manhã. Em seguida, voou por cerca de cinco horas e meia ao longo das fronteiras da região russa de Kaliningrado, continuando no espaço aéreo da Lituânia.


RQ-4 Global Hawk drone
RQ-4 Global Hawk © Foto : wikipedia.org/Bobbi Zapka

O VANT prosseguiu sobrevoando o território da Letônia e, em seguida, entrou no espaço aéreo estoniano e passou quatro horas e meia realizando reconhecimento nas fronteiras ocidentais das regiões russas de Pskov e Leninegrado. A aeronave permaneceu no espaço aéreo dos países bálticos, nas proximidades das fronteiras russas.

No caminho de volta, o RQ-4B sobrevoou os territórios ao longo das fronteiras da região de Kaliningrado durante pelo menos uma hora, tendo regressado ao aeródromo de origem às 21h30 (horário local).

O Ministério da Defesa da Rússia informa regularmente sobre a aproximação de aviões estrangeiros das fronteiras nacionais. Nessa conexão, tem reiteradamente apelado aos parceiros internacionais para que limitem tal atividade. Apesar disso, o número de voos de reconhecimento continua sendo elevado.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas