Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa do Brasil tem maior gasto com pessoal na década, e investimento militar cai

Despesas com ativos e inativos crescem R$ 7,1 bi em 2019, reflexo de aumento salarial
Por Igor Gielow e Gustavo Patu | Folha de S.Paulo

A previsão de gasto militar para o primeiro ano de governo do capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro (PSL) traz o maior aumento de despesa com pessoal em dez anos e uma redução expressiva do investimento em programas de reequipamento das Forças Armadas.
Não fosse uma criatividade contábil dos militares, que conseguiram recursos com a capitalização de uma estatal para comprar novos navios, a despesa de investimento seria a menor desde 2009.

A Folha analisou a série histórica com a ferramenta de acompanhamento orçamentário Siga Brasil, do Senado. Para este ano, o Ministério da Defesa, ainda na gestão Michel Temer (MDB), planejou gastar R$ 104,2 bilhões, o quarto maior volume da Esplanada.

Desse montante, R$ 81,1 bilhões irão para pessoal, R$ 13,3 bilhões, para gastos correntes (custeio) e R$ 9,8 bilhões, para investimentos. Os valores não incluem o con…

EUA ameaçam: 'Não ficaremos parados enquanto a Rússia exacerba tensões na Venezuela'

O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, ligou para o ministro de Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, para discutir a situação na Venezuela, informou o vice-porta-voz do Departamento de Estado, Robert Palladino, sobre conversa telefônica entre os dois líderes.


Sputnik

"O secretário de Estado, Michael R. Pompeo, ligou para o ministro de Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, hoje, 25 de março, sobre a situação na Venezuela", declarou Palladino.

Mike Pompeo
Mike Pompeo © AP Photo / Andrew Harnik

Durante a conversa, Pompeo disse a Lavrov que os Estados Unidos não ficariam de braços cruzados com relação às ações da Rússia na Venezuela.

"O secretário disse ao ministro russo de Relações Exteriores, Lavrov, que os Estados Unidos e os países da região não ficarão de braços cruzados à medida que a Rússia exacerba as tensões na Venezuela", ponderou Palladino no comunicado.

"A contínua inserção de militares russos para apoiar o regime ilegítimo de Nicolás Maduro na Venezuela pode prolongar o sofrimento do povo venezuelano que apoia esmagadoramente o presidente interino Juan Guaidó", acrescentou.

Até o momento, o Ministério de Relações Exteriores da Rússia ainda não se pronunciou sobre a ligação de Pompeo para Lavrov.

Um grupo de militares russos chegou à capital venezuelana de Caracas para participar de consultas com autoridades do governo do país sobre a cooperação bilateral da indústria de defesa, afirmou uma fonte diplomática em Caracas à Sputnik.

A Venezuela vem sofrendo de uma grave crise política há cerca de dois meses, depois que o líder da oposição do país, Juan Guaidó, proclamou-se ilegalmente presidente interino, contestando a reeleição do presidente venezuelano Nicolás Maduro no ano passado.

Aviao Dornier Do-17-Z - AIRFIX

Aviao Dornier Do-17-Z - AIRFIX

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas