Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Trump reconhece soberania de Israel sobre Colinas de Golã

Ao lado de Netanyahu, presidente dos EUA contradiz décadas de política externa e reconhece a soberania de Israel sobre o território, ocupado em 1967 e anexado em 1981. Síria vê ataque a sua integridade territorial.
Deutsch Welle

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reconheceu formalmente nesta segunda-feira (25/03) a soberania de Israel sobre as Colinas de Golã, um território disputado com a Síria e que Israel anexou em 1981.

O governo do presidente sírio, Basahr al-Assad, respondeu de imediato e afirmou que a decisão é um ataque à soberania e à integridade territorial da Síria.

O decreto de reconhecimento foi assinado no início de um encontro com o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, em Washington. Trump justificou a medida com as "ações agressivas" do Irã e de grupos "terroristas" contra Israel.

Netanyahu disse que se trata de um dia histórico e que Trump é o melhor amigo que Israel já teve.

Em Israel, o reconhecimento pode significar um forte i…

EUA se dizem desapontados com Itália por não reconhecer Guaidó

Os Estados Unidos estão decepcionados com a decisão italiana de não reconhecer a legitimidade do autodeclarado presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, afirmou em conversa com jornalistas o enviado especial dos EUA Elliott Abrams.


Sputnik

A Itália, assim como Irlanda, Grécia e Eslováquia, se recusou a se juntar à maioria dos Estados-membros da União Europeia em seu posicionamento diante da atual crise política venezuelana, na qual Guaidó, líder da oposição, disputa o poder com o presidente de fato, Nicolás Maduro.


Juan Guaidó, autoproclamado presidente interino da Venezuela (foto de arquivo)
Juan Guaidó © AP Photo / Fernando Llano

"Estamos desapontados que a Itália não tenha aderido aos países da UE no reconhecimento de Juan Guaidó como presidente interino", disse Abrams nesta terça-feira. "Esperamos que a continuação do argumento na Itália, a continuação das discussões na Itália, levem em algum momento ao que veríamos como uma decisão melhor: unir-se a tantos parceiros da Itália na Europa."

Guaidó se autoproclamou chefe de Estado interino da República Bolivariana em 23 de janeiro deste ano, sendo imediatamente reconhecido pelos EUA e depois por vários outros países, incluindo o Brasil, como tal. No entanto, apesar da pressão internacional, Maduro, reconhecido por China, Rússia, Cuba, Bolívia e outros, tem conseguido se manter no poder, com apoio da maior parte da população venezuelana e também das Forças Armadas.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas