Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Os mísseis russos que se tornaram alvo de disputa entre EUA e Turquia

A Turquia, dona do segundo maior Exército entre os 29 países que compõem a Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), está prestes a adquirir mísseis antiaéreos S-400.
BBC News Brasil

Os S-400 são os mísseis "terra-ar" mais avançados do mundo e se tornaram motivo de uma disputa entre Turquia e Estados Unidos que pode ameaçar a aliança militar das potências ocidentais.

Isso porque os S-400 são fabricados na Rússia, o principal rival da organização fundada em 1949 justamente para se opor à então União Soviética.

A insistência da Turquia em adquirir os mísseis russos irritou os Estados Unidos, que encaram a decisão como uma potencial ameaça para seus aviões de combate F-35, também em vias de serem comprados pelos turcos.
Troca de farpas

"Não ficaremos de braços cruzados enquanto os aliados da Otan compram armas dos nossos adversários", advertiu o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, durante um encontro organizado há poucos dias em Washington para celebrar o aniversár…

EUA suspendem todos os voos de bombardeiros B-1B Lancer devido a mais uma falha técnica

Os EUA suspenderam os voos de todos seus 62 bombardeiros estratégicos B-1B Lancer em serviço, pela segunda vez em menos de um ano, devido a preocupações geradas por seu sistema de ejeção dos pilotos.


Sputnik

Segundo um comunicado da Força Aérea dos EUA, uma inspeção de rotina detectou uma falha nos paraquedas de arrasto que devem se abrir durante a ejeção para estabilizar os assentos dos pilotos na queda. De acordo com os militares, a decisão foi tomada porque o problema poderia potencialmente afetar "toda a frota" dos B-1B.

Bombardeiro B-1B da Força Aérea dos EUA
CC0 / Força Aérea dos EUA / B-1B Lancer

Os militares sublinharam que este problema não parece estar relacionado ao detectado em maio do ano passado, quando um desses aviões registrou uma emergência em voo e a ejeção não funcionou.

A tripulação conseguiu pousar em segurança, mas a frota de B-1B permaneceu três semanas em terra até o problema ter sido resolvido.

Entretanto, embora a Força Aérea tenha dado luz verde para o reinício dos voos dos B-1B, foi informado que persistiam falhas potencialmente letais nos assentos ejetáveis de vários desses bombardeiros supersônicos.

Os bombardeiros estratégicos B-1B Lancer foram postos em serviço em 1986 e desenhados para atacar alvos inimigos com armas convencionais e nucleares.

Kit Sobrevivência (Pote) - Mundo do militar

Kit Sobrevivência (Pote) - Mundo do militar

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas