Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Trump não precisa de autorização do Congresso para declarar guerra ao Irã, diz analista

Donald Trump pode não precisar do aval do Congresso para declarar guerra contra o Irã, algo que seus conselheiros "vêm construindo discretamente" um caso em meio a sanções crescentes, informa Jonathan Allen, da NBC News.
Sputnik

O articulista afirma que os principais elementos do plano incluem ligar a al-Qaeda ao Irã para retratar a República Islâmica como uma ameaça terrorista aos EUA, "o que é exatamente o que as autoridades do governo vêm fazendo nas últimas semanas".

"Isso poderia dar a Trump a justificativa que ele precisa para combater o Irã sob a resolução de uso de força de 2001, sem aprovação do Congresso", Allen argumenta, acrescentando que o Congresso dificilmente concederá ao presidente americano "nova autoridade para atacar o Irã nas circunstâncias atuais ”.

Os comentários do autor vêm depois que o New York Times citou vários altos funcionários norte-americanos não identificados dizendo que “[o presidente Donald] Trump foi firme em dizer que…

Imprensa da Coreia do Norte culpa EUA por fracasso em segunda reunião entre Trump e Kim

O jornal oficial da Coreia do Norte, Rodong Sinmun, culpou os Estados Unidos pelo fracasso da segunda cúpula entre o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o líder norte-coreano Kim Jong-un, em Hanói, no Vietnã.


Sputnik

"Os EUA são responsáveis pelas negociações acabarem sem acordo ", diz um artigo publicado por Rodong Sinmun.


O presidente dos EUA Donald Trump fala com o líder norte-coreano Kim Jong-un depois de os dois líderes apertarem as mãos durante sua segunda reunião, em Hanói
© REUTERS / Leah Millis

A agência de notícias estatal norte-coreana, KCNA, também publicou esse comentário, o primeiro na mídia norte-coreana a mencionar o fracasso da cúpula.

A segunda cúpula Trump-Kim terminou no dia 28 de fevereiro antes do previsto e sem acordo, embora as partes concordaram em realizar mais reuniões no futuro.

Segundo o presidente dos Estados Unidos, Kim se ofereceu para desmantelar várias instalações nucleares na Coreia do Norte em troca do levantamento de todas as sanções dos EUA, enquanto Trump insistia em uma desnuclearização total, algo que Pyongyang não queria.

Na última quinta-feira, o conselheiro de segurança nacional da Casa Branca, John Bolton, reafirmou que Trump está disposto a se juntar a Kim.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas