Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Trump reconhece soberania de Israel sobre Colinas de Golã

Ao lado de Netanyahu, presidente dos EUA contradiz décadas de política externa e reconhece a soberania de Israel sobre o território, ocupado em 1967 e anexado em 1981. Síria vê ataque a sua integridade territorial.
Deutsch Welle

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reconheceu formalmente nesta segunda-feira (25/03) a soberania de Israel sobre as Colinas de Golã, um território disputado com a Síria e que Israel anexou em 1981.

O governo do presidente sírio, Basahr al-Assad, respondeu de imediato e afirmou que a decisão é um ataque à soberania e à integridade territorial da Síria.

O decreto de reconhecimento foi assinado no início de um encontro com o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, em Washington. Trump justificou a medida com as "ações agressivas" do Irã e de grupos "terroristas" contra Israel.

Netanyahu disse que se trata de um dia histórico e que Trump é o melhor amigo que Israel já teve.

Em Israel, o reconhecimento pode significar um forte i…

Intercepção de eventuais foguetes é registrada no céu de Tel Aviv (VÍDEO)

O vídeo da eventual intercepção de dois foguetes lançados contra a cidade israelense de Tel Aviv foi publicado no YouTube.


Sputnik

Na gravação dá para ver dois objetos se movendo muito rapidamente com aparência de bolas de fogo no céu noturno de Tel Aviv.


Iron Dome | Menahem Kahana/AFP

Segundo a mídia israelense, os dois foguetes foram disparados da Faixa de Gaza e estavam se movendo para o centro da metrópole.

É a primeira vez que este tipo de incidente acontece desde 2014.

Autoridades israelenses responsabilizaram Hamas, movimento islamita que controla a Faixa de Gaza, pelo lançamento de foguetes, mas a informações ainda não foi confirmada. Um membro do Hamas afirmou ao jornal The Times of Israel que "não há nenhum interesse na escalada de conflito".

Segundo o jornal israelense Haaretz, o Exército de Israel considera que os foguetes tenham sido lançados por erro cometido durante trabalhos de manutenção.

Israel chegou a acionar sistema de defesa antiaérea, e até mesmo declarou ter atacado uns 100 alvos por toda a Faixa de Gaza.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas