Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

Marinha do Brasil pode transferir submarinos classe ‘Tupi’ para o Complexo Naval de Itaguaí

Segundo o Jane’s, o Comando da Força de Submarinos da Marinha do Brasil (ComForS) está estudando a transferência de seus quatro submarinos de ataque diesel-elétricos classe “Tupi” Type 209/1400 e Tikuna Type 209/1400 mod da Base Naval Almirante Castro e Silva (BACS), em Niterói, para o Complexo Naval de Itaguaí no estado do Rio de Janeiro.


Poder Naval

Se a transferência for implementada, a BACS será preservada como um recurso de suporte para os submarinos, informou a Marinha.

Itaguaí – Estaleiro e Base Naval
Complexo Naval de Itaguaí – Estaleiro e Base Naval

O Complexo Naval de Itaguaí está programado para ser concluído em 2022 para receber gradualmente quatro submarinos diesel-elétricos da classe Riachuelo (Scorpène modificado) e o submarino nuclear SN Álvaro Alberto.

A base naval e as instalações para construir e manter submarinos estão sendo montadas como parte do Programa de Desenvolvimento de Submarinos (PROSUB) de R$ 35 bilhões.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas