Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Trump reconhece soberania de Israel sobre Colinas de Golã

Ao lado de Netanyahu, presidente dos EUA contradiz décadas de política externa e reconhece a soberania de Israel sobre o território, ocupado em 1967 e anexado em 1981. Síria vê ataque a sua integridade territorial.
Deutsch Welle

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reconheceu formalmente nesta segunda-feira (25/03) a soberania de Israel sobre as Colinas de Golã, um território disputado com a Síria e que Israel anexou em 1981.

O governo do presidente sírio, Basahr al-Assad, respondeu de imediato e afirmou que a decisão é um ataque à soberania e à integridade territorial da Síria.

O decreto de reconhecimento foi assinado no início de um encontro com o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, em Washington. Trump justificou a medida com as "ações agressivas" do Irã e de grupos "terroristas" contra Israel.

Netanyahu disse que se trata de um dia histórico e que Trump é o melhor amigo que Israel já teve.

Em Israel, o reconhecimento pode significar um forte i…

Objetivo do ataque a sistema elétrico venezuelano é provocar confronto social, diz Maduro

Nicolás Maduro, presidente reeleito da Venezuela, denunciou que o objetivo do ataque contra o sistema elétrico sofrido pelo país é provocar confrontos entre a população.


Sputnik

Na declaração publicada no Twitter, o líder bolivariano também afirmou que o povo venezuelano não permitirá que isso aconteça.


Nicolás Maduro, presidente da Venezuela
Nicolás Maduro © Sputnik / Sergey Guneev

No domingo (10), fontes policiais reportaram à Sputnik que forças de segurança do Estado conseguiram controlar uma tentativa de saque no centro comercial da cidade venezuelana de Concresa, onde cinco pessoas ficaram feridas.

Outras situações semelhantes ocorreram no centro comercial La Piramide, no município venezuelano de Baruta, e em um supermercado localizado no setor de La Florida, ao norte de Caracas, onde saqueadores levaram bebidas e produtos de limpeza.

Isso ocorreu em meio ao maior apagão geral da história da Venezuela.

No dia 7 de março, as redes elétricas venezuelanas entraram em colapso, após uma falha na usina hidrelétrica de Guri, que fornece 80% do consumo energético da Venezuela, devido a um ataque informático ao sistema de controle automatizado da instalação, que afetou 23 estados do país.

Maduro acusou o imperialismo norte-americano de dirigir uma guerra contra o sistema elétrico da Venezuela.

De acordo com o ministro venezuelano da Informação, Jorge Rodríguez, Washington sabia antecipadamente o que iria acontecer com o sistema elétrico da Venezuela e isso é confirmado pela rapidez com que o secretário de Estado, Mike Pompeo, e o senador Marco Rubio reagiram nas mídias sociais sobre a questão.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas