Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares juntam-se à polícia em protesto dos "coletes amarelos". Há 31 detidos

Os militares da operação antiterrorista "Sentinela" foram mobilizados para proteger as principais instituições francesas. Ao final da manhã, os coletes amarelos eram ainda em pequeno número na capital e quase invisíveis entre a população.
Diário de Notícias

As forças armadas francesas juntaram-se à polícia, este sábado, em Paris, para enfrentar o 19º fim de semana consecutivo de protestos dos coletes amarelos contra o governo do presidente Emmanuel Macron. Ao final da manhã, com os locais habituais de manifestação interditos e o reforço militar junto às principais instituições francesas, os "coletes amarelos" passavam quase despercebidos entre turistas e parisienses.

Segundo a Reuters, o governo francês decidiu mobilizar os militares da operação antiterrorista "Sentinela", depois de ter proibido os manifestantes de se reunirem nos Campos Elísios, onde no último fim de semana dezenas de lojas foram destruídas e algumas completamente pilhadas.

Além da presença …

Trump pede US$ 750 bilhões para despesas militares em orçamento enviado ao Congresso

O aumento dos gastos militares ocorre em meio à retirada de tropas da Síria e a uma tendência negativa contínua nas relações com a Rússia, considerada por militares americanos uma das principais ameaças potenciais ao país. O projeto também segue a promessa de Washington de desenvolver mísseis anteriormente proibidos pelo Tratado INF.


Sputnik

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, enviou o orçamento para o ano fiscal de 2020 no Congresso, que apresenta mais gastos com segurança militar e doméstica e reduz gastos com ajuda externa. O orçamento aumentaria os gastos militares em 4,8%, alcançando a cifra de US$ 750 bilhões (US$2,88 trilhões, ou o equivalente a mais de um terço de todo o PIB do Brasil). O orçamento de Trump também aloca US$ 8,6 bilhões para a construção do muro fronteiriço com o México, seguindo a instalação de emergência nacional decretada pelo presidente.


Tropas norte-americanas passam através Alemanha para Leste Europeu
© AP Photo / Ingo Wagner

A ajuda externa será reduzida em US$ 13 bilhões, de acordo com o orçamento proposto. Ao mesmo tempo, a proposta permite gastar até US$ 500 milhões para aumentar a segurança e reduzir a "dependência" que países na Europa, Eurásia e Ásia Central têm da Rússia, especificamente em termos de armas.

O orçamento total proposto é de US$ 4,7 trilhões e se sustenta na previsão da Casa Branca de crescimento econômico de 3,1%, com base em cortes de impostos para empresas introduzidas por Trump. O déficit orçamentário deverá subir para US$ 1,1 trilhão em 2020 se as projeções econômicas se mostrarem corretas.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas