Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares juntam-se à polícia em protesto dos "coletes amarelos". Há 31 detidos

Os militares da operação antiterrorista "Sentinela" foram mobilizados para proteger as principais instituições francesas. Ao final da manhã, os coletes amarelos eram ainda em pequeno número na capital e quase invisíveis entre a população.
Diário de Notícias

As forças armadas francesas juntaram-se à polícia, este sábado, em Paris, para enfrentar o 19º fim de semana consecutivo de protestos dos coletes amarelos contra o governo do presidente Emmanuel Macron. Ao final da manhã, com os locais habituais de manifestação interditos e o reforço militar junto às principais instituições francesas, os "coletes amarelos" passavam quase despercebidos entre turistas e parisienses.

Segundo a Reuters, o governo francês decidiu mobilizar os militares da operação antiterrorista "Sentinela", depois de ter proibido os manifestantes de se reunirem nos Campos Elísios, onde no último fim de semana dezenas de lojas foram destruídas e algumas completamente pilhadas.

Além da presença …

Turquia se nega a revender sistema antiaéreo russo S-400

A Turquia não pretende revender o sistema antiaereo russo S-400, garantiu Ömer Çelik, porta-voz do Partido de Justiça e Desenvolvimento. Estados Unidos pressiona Ancara para se desfazer dos equipamentos.


Sputnik

"Esses sistemas são feitos na Rússia. Estamos comprando-os e não pretendemos revendê-los para outro país. Pagamos por dois S-400 e estamos aguardando a entrega deles em julho", disse ele.


Sistema de defesa antiaérea S-400
S-400 Triumph © Sputnik / Grigory Sysoev

O desejo de comprar sistemas russos S-400 levou a um agravamento das relações EUA-Turquia. Washington teme que o sistema exponha os pontos fracos do F-35 e que seja incompatível com as defesas da OTAN. Os EUA pediram a Ancara que desistisse do contrato, oferecendo sistemas Patriot e ameaçando interromper a entrega dos caças.

A Turquia ignorou as ameaças de Washington e afirmou que o S-400 não representa uma ameaça aos F-35, pois será operado pelos militares turcos. Ancara teria se oferecido para permitir que Washington estudasse os sistemas russos quando eles fossem entregues, mas a informação foi oficialmente negada pelo ministro da Defesa turco, Hulusi Akar.

Mais cedo, o Departamento de Defesa dos EUA ameaçou que, se a Turquia adquirisse sistemas russos S-400, Washington seria forçado a cortar seu relacionamento militar com Ancara e não entregar F-35s e Patriots. Ao mesmo tempo, o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, reafirmou o compromisso de seu país com o acordo pelos S-400 com a Rússia, acrescentando que a aquisição dos sistemas avançados S-500 também está na mesa.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas