Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Os mísseis russos que se tornaram alvo de disputa entre EUA e Turquia

A Turquia, dona do segundo maior Exército entre os 29 países que compõem a Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), está prestes a adquirir mísseis antiaéreos S-400.
BBC News Brasil

Os S-400 são os mísseis "terra-ar" mais avançados do mundo e se tornaram motivo de uma disputa entre Turquia e Estados Unidos que pode ameaçar a aliança militar das potências ocidentais.

Isso porque os S-400 são fabricados na Rússia, o principal rival da organização fundada em 1949 justamente para se opor à então União Soviética.

A insistência da Turquia em adquirir os mísseis russos irritou os Estados Unidos, que encaram a decisão como uma potencial ameaça para seus aviões de combate F-35, também em vias de serem comprados pelos turcos.
Troca de farpas

"Não ficaremos de braços cruzados enquanto os aliados da Otan compram armas dos nossos adversários", advertiu o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, durante um encontro organizado há poucos dias em Washington para celebrar o aniversár…

Aeronave de reconhecimento americana patrulha costa da Crimeia

Um avião de patrulha antissubmarino Boeing P-8A Poseidon, da Marinha dos EUA, realizou na noite de sexta-feira (5) uma missão de reconhecimento junto à região da Crimeia, informou o portal de monitoramento PlaneRadar.


Sputnik

A aeronave com o número de cauda 168852 faz parte do 26º esquadrão de patrulha da Marinha dos EUA, com base na Flórida.

Aeronave da Marinha dos EUA, P-8A Poseidon, produzida pela Boeing
Boeing P-8 Poseidon © AFP 2019 / CARL COURT / AFP

Anteriormente, um drone estratégico americano RQ-4B-40 Global Hawk também realizou um voo de reconhecimento ao longo da costa russa do mar Negro, seguindo uma rota semelhante.

A presença de aviões e de aeronaves não tripuladas de inteligência estrangeiros perto das fronteiras da Rússia tem aumentado bastante nos últimos anos. Assim, aeronaves estrangeiras são vistas com regularidade perto da península da Crimeia, na região de Krasnodar e também no mar Báltico.

Durante o ano passado, unidades das Tropas Radiotécnicas das Forças Aeroespaciais russas detectaram e acompanharam mais de 980 mil aparelhos voadores, 3 mil deles eram aviões militares estrangeiros, mais de mil dos quais eram de reconhecimento. As forças de prevenção foram colocadas em prontidão máxima de combate por mais de 4 mil vezes.

A entidade responsável pela Defesa russa já havia apelado a Washington que abandonasse essas operações de reconhecimento, mas o Pentágono recusou.

Smart TV LED 43” Philco PTV43E60SN Full HD - Conversor Digital Wi-Fi 3 HDMI 2 USB

Smart TV LED 43” Philco PTV43E60SN Full HD - Conversor Digital Wi-Fi 3 HDMI 2 USB

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas