Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Prestes a 'ganhar' território do tamanho da Arábia Saudita, Brasil carece de recursos para defesa

A ONU deve ratificar no próximo mês, o pleito brasileiro em estender sua faixa de águas jurisdicionais em pelo menos 2,1 milhões de km², uma área equivalente à extensão da Arábia Saudita. Para especialista ouvido pela Sputnik Brasil, movimento precisa vir acompanhado de modernização da Marinha.
Sputnik

Como a Sputnik Brasil mostrou em maio, a demanda já dura há pelo menos 30 anos e tem relação com medições técnicas sobre o ponto onde termina o Brasil continental e até onde é lícito explorar as águas do entorno. O mar territorial brasileiro têm atualmente cerca de 12 milhas náuticas (22 quilômetros) na faixa de água e uma zona econômica exclusiva de 200 milhas náuticas (370 quilômetros). Na parte de solo e sub-solo, área na qual o Brasil pleiteia a extensão, há um limite de mais 200 milhas regulamentadas.

Responsável pela proteção da área oceânica, a Marinha brasileira vem desenvolvendo pesquisas na região desde 2004. Os militares já identificaram potencial possibilidade de exploração de …

Israel viola espaço aéreo e marítimo do Líbano

Um drone de Israel violou o espaço aéreo do Líbano no sábado (13), enquanto uma lancha militar israelense entrou ilegalmente no espaço marítimo do país, informou a agência de notícias libanesa NNA.


Sputnik

As informações sobre as missões de reconhecimento dos dois veículos israelenses foram divulgadas pelo Estado-Maior libanês.

Soldado libanês (foto de arquivo)
© REUTERS / Mohamed Azakir

"Em 13 de abril, uma lancha militar israelense violou o espaço marítimo do Líbano entre as 3h38 e as 9h40, horário local, perto do Cabo An Naqoura, tendo penetrado 535 metros", comunicou a agência de notícias libanesa NNA, citando uma declaração da entidade militar do país.

De acordo com a mesma fonte, um drone do modelo MK, pertencente também a Israel, realizou voos de reconhecimento em baixas altitudes sobre a região de Marjiun, no sul do país.

A declaração destaca que o incidente foi observado tanto pelos militares libaneses, como pelos "capacetes azuis" da ONU (Força Interina das Nações Unidas no Líbano, UNIFIL, na sigla em inglês).

Israel viola frequentemente o espaço aéreo, marítimo e terrestre do Líbano. Segundo dados do Ministério das Relações Exteriores do Líbano, no decurso do ano de 2018, Israel violou o espaço aéreo libanês e entrou em suas águas territoriais 1.417 vezes.

As autoridades libanesas já apelaram várias vezes ao Conselho de Segurança da ONU pedindo uma ação contra Tel Aviv, cujas ações "constituem uma violação da soberania do Líbano".

Navio de madeira - Btc decor

Navio de madeira - Btc decor

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas