Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa do Brasil tem maior gasto com pessoal na década, e investimento militar cai

Despesas com ativos e inativos crescem R$ 7,1 bi em 2019, reflexo de aumento salarial
Por Igor Gielow e Gustavo Patu | Folha de S.Paulo

A previsão de gasto militar para o primeiro ano de governo do capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro (PSL) traz o maior aumento de despesa com pessoal em dez anos e uma redução expressiva do investimento em programas de reequipamento das Forças Armadas.
Não fosse uma criatividade contábil dos militares, que conseguiram recursos com a capitalização de uma estatal para comprar novos navios, a despesa de investimento seria a menor desde 2009.

A Folha analisou a série histórica com a ferramenta de acompanhamento orçamentário Siga Brasil, do Senado. Para este ano, o Ministério da Defesa, ainda na gestão Michel Temer (MDB), planejou gastar R$ 104,2 bilhões, o quarto maior volume da Esplanada.

Desse montante, R$ 81,1 bilhões irão para pessoal, R$ 13,3 bilhões, para gastos correntes (custeio) e R$ 9,8 bilhões, para investimentos. Os valores não incluem o con…

Navios russos estão monitorando destróier dos EUA no mar Negro

Navios russos estão fiscalizando a atividade do destróier da Marinha norte-americana Ross que entrou no mar Negro, declarou o Ministério da Defesa da Rússia.


Sputnik

Vale destacar que os sistemas radiotécnicos costeiros russos começaram a controlar o navio USS Ross quando ele entrou nessa área marítima. Também o navio de patrulha Vasily Bykov e o navio de reconhecimento Ivan Khurs estão monitorando a atividade do destróier estadunidense.

Resultado de imagem para Vasily Bykov
Navio de patrulha Vasily Bykov | Reprodução

Nos últimos anos a Rússia tem enfrentado uma atividade sem precedentes da OTAN perto de suas fronteiras. A aliança considera isso de "contenção da agressão russa". Contudo, o Kremlin frisou que Moscou não ameaça outros países, mas não deixará sem resposta as ações perigosas para seus interesses.

No início de abril os países da OTAN acordaram medidas de apoio à Ucrânia e à Geórgia no mar Negro. O documento, aprovado na sua reunião em Washington, prevê exercícios militares, troca de informação e entradas em portos da área marítima do mar Negro.

A chancelaria russa declarou que o aumento da atividade da OTAN ameaça a estabilidade regional e prometeu reagir de "maneira apropriada".

Galeao Mayflower - HELLER

Galeao Mayflower - HELLER

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas