Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Trump não precisa de autorização do Congresso para declarar guerra ao Irã, diz analista

Donald Trump pode não precisar do aval do Congresso para declarar guerra contra o Irã, algo que seus conselheiros "vêm construindo discretamente" um caso em meio a sanções crescentes, informa Jonathan Allen, da NBC News.
Sputnik

O articulista afirma que os principais elementos do plano incluem ligar a al-Qaeda ao Irã para retratar a República Islâmica como uma ameaça terrorista aos EUA, "o que é exatamente o que as autoridades do governo vêm fazendo nas últimas semanas".

"Isso poderia dar a Trump a justificativa que ele precisa para combater o Irã sob a resolução de uso de força de 2001, sem aprovação do Congresso", Allen argumenta, acrescentando que o Congresso dificilmente concederá ao presidente americano "nova autoridade para atacar o Irã nas circunstâncias atuais ”.

Os comentários do autor vêm depois que o New York Times citou vários altos funcionários norte-americanos não identificados dizendo que “[o presidente Donald] Trump foi firme em dizer que…

Bulgária pode optar pelo Gripen se preço do F-16 não baixar

O ministro da Defesa búlgaro Krasimir Karakachanov deu uma entrevista no canal de rádio Horizont, parte da Rádio Nacional da Bulgária, falando em detalhes sobre o tema da aquisição de um novo caça búlgaro F-16, segundo o BulgarianMilitary.com.


Poder Aéreo
SOFIA, Bulgária – Segundo ele, nesta fase as negociações com os EUA não conseguiram satisfazer o preço búlgaro para as aeronaves, e se isso não mudar, é possível que o governo recorra ao segundo licitante, a Saab com seu Gripen.

Saab JAS 39C Gripen

“Algumas das propostas em termos de preço não são satisfatórias, então as negociações continuam. O preço de uma parte deste serviço é inaceitável nesta fase. Se não pudermos alcançar o resultado necessário, temos o direito de propor à Assembleia Nacional a rescisão do projeto ou de continuar as negociações com alguns dos outros participantes”, disse Karakachanov.

“A Bulgária tem possibilidades, mas elas não são ilimitadas. Temos que cumprir o preço, o pacote de serviços e os prazos de pagamento. Tudo é uma questão de negociações. Se o preço não nos satisfizer, temos o direito de dizer “não”. Nós não aceitaremos qualquer preço que nos seja oferecido”, disse ele. “Não queremos conseguir algo por nada, mas a preços normais, levando em consideração os preços de outros países”, acrescentou Karakachanov.

O ministro búlgaro está se referindo ao acordo entre EUA e Eslováquia para a aquisição de 14 aeronaves F-16. A informação oficial da Agência de Cooperação de Segurança de Defesa dos EUA (DSCA) sobre um acordo ainda inacabado com a Eslováquia é de US$ 2,91 bilhões para o F-16 Block 70, ou cerca de US$ 208 milhões por aeronave.

A Bulgária enviou uma delegação aos EUA na semana passada, liderada pelo vice-ministro da Defesa, Atanas Zapryanov, para iniciar negociações sobre a aquisição de uma nova aeronave de combate.

Os preços de tais negócios freqüentemente variam no limite superior ou inferior, dependendo de muitos fatores, um dos quais é o equipamento, armamento, treinamento e, mais importante, outras relações de acompanhamento.

“Não é adequado nomear parâmetros específicos. Se nada acontecer aqui, podemos pedir permissão à Assembleia Nacional para iniciar negociações com os outros países – Suécia ou Itália. Não há situação peremptória para aceitar qualquer preço. Podemos nos desviar do preço, mas dentro de limites aceitáveis ​”, disse Karakachanov.

A Itália se ofereceu para vender aeronaves de caça Eurofighter Typhoon para a Bulgária, mas de segunda mão.

FONTE: BulgarianMilitary.com

Livro - Drummond E A Bulgaria - Unb

Livro - Drummond E A Bulgaria - Unb

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas