Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Prestes a 'ganhar' território do tamanho da Arábia Saudita, Brasil carece de recursos para defesa

A ONU deve ratificar no próximo mês, o pleito brasileiro em estender sua faixa de águas jurisdicionais em pelo menos 2,1 milhões de km², uma área equivalente à extensão da Arábia Saudita. Para especialista ouvido pela Sputnik Brasil, movimento precisa vir acompanhado de modernização da Marinha.
Sputnik

Como a Sputnik Brasil mostrou em maio, a demanda já dura há pelo menos 30 anos e tem relação com medições técnicas sobre o ponto onde termina o Brasil continental e até onde é lícito explorar as águas do entorno. O mar territorial brasileiro têm atualmente cerca de 12 milhas náuticas (22 quilômetros) na faixa de água e uma zona econômica exclusiva de 200 milhas náuticas (370 quilômetros). Na parte de solo e sub-solo, área na qual o Brasil pleiteia a extensão, há um limite de mais 200 milhas regulamentadas.

Responsável pela proteção da área oceânica, a Marinha brasileira vem desenvolvendo pesquisas na região desde 2004. Os militares já identificaram potencial possibilidade de exploração de …

Evo: ameaças dos EUA ao Irã encorajam a indústria da guerra

O presidente da Bolívia, Evo Morales, criticou nesta segunda-feira a postura dos Estados Unidos em relação ao Irã, sugerindo que as recentes ameaças feitas pelo governo do Donald Trump seriam uma forma de impulsionar a indústria militar norte-americana.


Sputnik

"Condenamos as ameaças de guerra e destruição dos EUA ao Irã e sua intenção de enviar tropas para o Oriente Médio. O imperialismo sempre busca fazer funcionar sua indústria da guerra", escreveu o líder boliviano em seu Twitter.

Evo Morales, presidente da Bolívia, em Moscou (arquivo)
Evo Morales © Sputnik / Sergey Guneev

As declarações de Morales são dadas um dia após uma ameaça aberta do presidente dos Estados Unidos à existência do Irã. No último domingo, Trump, também através do Twitter, disse que se Teerã quiser lutar com os EUA, esse será o fim da República Islâmica.

No último dia 8 de maio, o Irã informou que estava descontinuando parcialmente alguns dos compromissos assumidos no acordo nuclear de 2015, em decorrência de atitudes tomadas anteriormente pelos norte-americanos, como, principalmente, o restabelecimento de sanções internacionais ao país.

Bolivia , brasil e a guerra do gas - 1 ed. 2007 - Jurua

Bolivia , brasil e a guerra do gas - 1 ed. 2007 - Jurua

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas