Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Irã desloca sistema russo de defesa S-300 para a costa do golfo Pérsico (VÍDEO)

Uma coluna de caminhões iranianos transportando vários sistemas anti-aéreos russos S-300 Favorit para a costa do golfo Pérsico foi capturada em vídeo por um motorista e postada no YouTube.
Sputnik

O vídeo mostra como caminhões transportam partes dos sistemas antiaéreos e coincide com a escalada de tensão entre os Estados Unidos e o Irã com o envio de um grupo de combate naval dos EUA para a costa iranianas, relata Alarabiya.


Segundo o jornal russo Rossiyiskaya Gazeta, o envio dessas unidades do S-300 para a costa persa responde à crescente presença militar e naval dos Estados Unidos. O artigo também explica que as unidades não viajam sozinhas por via terrestre e fazem isso em caminhões para preservar sua vida útil e garantir a segurança durante a viagem.

Em 13 de maio, o comandante das Forças Aeroespaciais da Guarda Revolucionária Islâmica, Amir Ali Hajizadé, assegurou que o país persa estava pronto para atacar os Estados Unidos devido à presença do referido grupo naval na região.

Hajizadé…

Imagens de satélite mostram a China construindo terceiro porta-aviões

A construção está em andamento no terceiro porta-aviões da China, e acredita-se que o novo navio seja maior e mais poderoso do que os dois primeiros do país.


Poder Naval

Imagens de satélite comercial obtidas pela ChinaPower, um projeto do Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais, mostra a construção em andamento no estaleiro Jiangnan, da China, do terceiro porta-aviões.


O primeiro navio construído na China, que está passando por testes no mar, “provavelmente se juntará à frota até o final de 2019”, segundo relatório do Departamento de Defesa de 136 páginas ao Congresso sobre “Desenvolvimentos militares e de segurança envolvendo a República Popular da China, 2019”, lançado na semana passada.

O novo navio é uma versão modificada de seu navio original, o Liaoning, que foi comprado da Ucrânia, mas “é similarmente limitado em suas capacidades devido à falta de um sistema de lançamento de catapultas e um convés menor do que o convés de porta-aviões dos EUA”. “de acordo com o Pentágono.

A China iniciou a construção de seu segundo porta-aviões de fabricação nacional em 2018, que provavelmente será maior e equipado com um sistema de lançamento de catapultas, disse o Pentágono. “Esse projeto permitirá que ele suporte aeronaves de combate adicionais, aeronaves de alerta antecipado de asa fixa e operações de voo mais rápidas”, de acordo com o relatório.

Type 001A, futuro CV17, o primeiro porta-aviões totalmente construído na China

O navio é projetado pelo Pentágono para estar operacional em 2022.

A China planeja ter quatro grupos de batalha de porta-aviões em operação até 2030, disseram especialistas da Marinha ao South China Morning Post.

“Se o terceiro porta-aviões tiver algum sistema de lançamento assistido por catapultas, isso será um enorme passo à frente para a China”, disse Matthew Funaiole, membro do Projeto ChinaPower no Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais, ao Business Insider. “Eles rapidamente se aproximaram do que é a tecnologia atual. Isso é algo que pouquíssimos países podem fazer. Isso colocaria a China em um status de elite”.

O sistema de energia do sistema de lançamento da catapulta não é claro. Os porta-aviões da classe “Nimitz” dos EUA são movidas a vapor, enquanto as da classe “Ford” são eletromagnéticas. Os novos navios chineses também são provavelmente movidos convencionalmente, em comparação com os navios norte-americanos que são movidos a energia nuclear.

As imagens obtidas em 17 de abril mostram uma nova atividade significativa desde que o ChinaPower analisou o estaleiro pela primeira vez no final de 2018.


Uma grande embarcação está sendo montada e uma doca alagável está sendo construída em uma nova instalação de montagem a sudeste do estaleiro existente. Um arco e seção do casco principal da embarcação estão tomando forma, embora não haja acesso ao rio para o lançamento de embarcações.

Estima-se que o navio seja de 80.000 a 85.000 toneladas, comparado com o primeiro porta-aviões doméstico de 66.000 a 70.000 toneladas.

O primeiro porta-aviões da China, Liaoning, desloca de 60.000 a 66.000 toneladas e é o navio-capitânia da Marinha Chinesa.

A Marinha Soviética lançou o cruzador de aeronaves classe “Kuznetsov” em 1988 como Riga e renomeou-o Varyag em 1990. Quando a União Soviética foi dissolvida em 1991, a construção foi interrompida e o navio foi colocado à venda pela Ucrânia. O navio foi reconstruído e comissionado na Marinha do Exército de Libertação Popular (PLA Navy) em 2012.

A China vem modernizando suas forças armadas com uma força de “classe mundial” projetada em 2049, segundo o relatório do Pentágono. Além dos porta-aviões, a China está desenvolvendo um veículo de voo hipersônico.

No Ártico, a China lançou navios quebra-gelo e estações de pesquisa civis na Islândia e na Noruega, além de uma frota de submarinos nucleares armados com previsão para operar na região do Ártico, informou o Pentágono.

E a China tem mantido sua presença militar no disputado Mar do Sul da China.

Na segunda-feira, a reivindicação de Pequim aos recifes de Gaven e Johnson foi contestada por dois destróieres de mísseis guiados dos EUA, o USS Preble e o USS Chung-Hoon. Eles afirmaram os direitos internacionais de “passagem inocente” e “desafiaram reivindicações marítimas excessivas” para essas áreas por Filipinas, Taiwan e Vietnã.

O Ministério das Relações Exteriores da China, Geng Shuang, disse que a marinha do país “identificou e alertou” os navios de guerra dos EUA. Um tribunal internacional em 2016 desacreditou as reivindicações da China para a área.

FONTE: UPI

Gps Garmim Etrex 20x Navegador Portátil Náutico Trilha - Garmin

Gps Garmim Etrex 20x Navegador Portátil Náutico Trilha - Garmin

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas