Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Prestes a 'ganhar' território do tamanho da Arábia Saudita, Brasil carece de recursos para defesa

A ONU deve ratificar no próximo mês, o pleito brasileiro em estender sua faixa de águas jurisdicionais em pelo menos 2,1 milhões de km², uma área equivalente à extensão da Arábia Saudita. Para especialista ouvido pela Sputnik Brasil, movimento precisa vir acompanhado de modernização da Marinha.
Sputnik

Como a Sputnik Brasil mostrou em maio, a demanda já dura há pelo menos 30 anos e tem relação com medições técnicas sobre o ponto onde termina o Brasil continental e até onde é lícito explorar as águas do entorno. O mar territorial brasileiro têm atualmente cerca de 12 milhas náuticas (22 quilômetros) na faixa de água e uma zona econômica exclusiva de 200 milhas náuticas (370 quilômetros). Na parte de solo e sub-solo, área na qual o Brasil pleiteia a extensão, há um limite de mais 200 milhas regulamentadas.

Responsável pela proteção da área oceânica, a Marinha brasileira vem desenvolvendo pesquisas na região desde 2004. Os militares já identificaram potencial possibilidade de exploração de …

Novo acordo dos EUA para Palestina prevê controle de Israel sobre Cisjordânia

O acordo de paz para o Oriente Médio que os EUA estão preparando prevê o estabelecimento da jurisdição de Israel sobe os seus assentamentos na Cisjordânia, escreve a mídia de Israel.


Sputnik

Espera-se que o acordo de paz para Israel e a Palestina seja apresentado no próximo mês. A administração do presidente norte-americano Donald Trump está envolvida na preparação do acordo há mais de dois anos. Entretanto, partes do projeto, envolto em sigilo, vazaram para a mídia e verificou-se que o acordo não será favorável para a Palestina. 

Assentamentos na Cisjordânia
Cisjordânia © AFP 2019 / THOMAS COEX

Segundo a informação revelada pelo Channel 12 no domingo (12), o acordo prevê a implementação do direito civil de Israel nos seus assentamentos localizados na Cisjordânia, o que está em contradição com o direito internacional.

Anteriormente, o jornal Israel Hayom publicou uma informação sobre o projeto do acordo de paz, em conformidade com o qual será estabelecido um Estado desmilitarizado designado "Nova Palestina", mas os assentamentos judaicos serão, de facto, anexados por Israel. Jerusalém deverá se tornar a capital partilhada entre os dois países.

O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, que está prestes a tornar-se o líder israelense com mais tempo no poder após a sua reeleição no mês passado, fez da questão da soberania de Israel sobre as povoações judaicas da Cisjordânia um dos princípios fundamentais da sua campanha.

O presidente da Palestina, Mahmoud Abbas, há muito que indicou que não assinará qualquer tratado que não ponha fim à ocupação de Israel e que não preveja a criação de um Estado Palestino com a capital em Jerusalém.

Aspirador de Pó e Água Wap 1400W  GTW 10 - FW005705

Aspirador de Pó e Água Wap 1400W GTW 10 - FW005705 110V

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas