Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Irã ameaça romper limite de reservas de urânio; entenda o que país pode fazer se sair de acordo nuclear

Sem regulação, país pode adotar equipamentos mais modernos e rápidos e ampliar volume de enriquecimento de material que pode ser usado em armas nucleares. Acordo foi firmado em 2015 entre Irã e mais seis países, mas Trump retirou EUA em maio de 2018.
Associated Press

O Irã anunciou que irá exceder o limite de reservas de urânio determinado pelo acordo nuclear de 2015, ampliando as tensões no Oriente Médio.

O prazo de 27 de junho dado por Teerã vem antes de outra data limite, 7 de julho, para que a Europa apresente melhores termos para que o país permaneça no acordo. Se essa segunda data passar sem nenhuma ação, o presidente iraniano Hassan Rouhani diz que a república islâmica irá provavelmente retomar o alto enriquecimento de urânio.

Veja a seguir em que situação está o programa nuclear do Irã atualmente:

O acordo nuclear

O Irã fechou um acordo nuclear em 2015 com Estados Unidos, França, Alemanha, Reino Unido, Rússia e China. O acordo, formalmente conhecido como Plano de Ação Conjunto Abran…

Pompeo acusa China de ter roubado segredos de defesa dos EUA

O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, está preocupado que a China tenha roubado segredos de defesa e que os use para avançar tecnologicamente com seus próprios sistemas de ataque, escreve mídia.


Sputnik

"Vimos [os chineses] se envolverem em um aumento de armas muito significativo, não só na quantidade de armas, mas também na sua letalidade, potencialidade e capacidade", disse Pompeo ao canal Fox Business na terça-feira (27).

Secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo
Mike Pompeo © AP Photo / Sait Serkan Gurbuz

De acordo com o artigo, a China, que é a segunda maior e mais poderosa economia do mundo (depois dos EUA) está crescendo rapidamente. Na última década, o país asiático gastou 250 mil milhões de dólares no orçamento militar desde 2018.

A ascensão deu lugar a uma guerra de território internacional, especificamente na área do Indo-Pacífico, onde a autoridade da China está desafiando mais os EUA.

Enquanto ganha domínio no mar do Sul da China, o governo americano definiu uma estratégia muito específica, que é descrita por Pompeo como uma operação abaixo do nível de conflito.

"E isso é algo contra o qual o Departamento de Defesa dos EUA também recuou. Você já viu o aumento da frequência de nossas atividades nesses mesmos lugares, para garantir que o tráfego comercial dos EUA possa continuar tendo acesso a essas linhas marítimas. Elas são muito importantes para a nossa economia e para o crescimento econômico dos Estados Unidos", explicou o ex-diretor da CIA.

Anteriormente, o chefe do Comando de Frotas dos EUA, almirante Philip Davidson, ressaltou que os EUA não venceriam em uma guerra contra a China. Embora Pompeo acredite que "a América é muito capaz", ele não considera que uma guerra contra Pequim seja uma hipótese.

Smartphone LG K11+ 32GB Dourado 4G Octa Core - 3GB RAM Tela 5,3” Câm. 13MP + Selfie 5MP Dual Chip

Smartphone LG K11+ 32GB Dourado 4G Octa Core - 3GB RAM Tela 5,3” Câm. 13MP + Selfie 5MP Dual Chip Dourado

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas