Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Trump não precisa de autorização do Congresso para declarar guerra ao Irã, diz analista

Donald Trump pode não precisar do aval do Congresso para declarar guerra contra o Irã, algo que seus conselheiros "vêm construindo discretamente" um caso em meio a sanções crescentes, informa Jonathan Allen, da NBC News.
Sputnik

O articulista afirma que os principais elementos do plano incluem ligar a al-Qaeda ao Irã para retratar a República Islâmica como uma ameaça terrorista aos EUA, "o que é exatamente o que as autoridades do governo vêm fazendo nas últimas semanas".

"Isso poderia dar a Trump a justificativa que ele precisa para combater o Irã sob a resolução de uso de força de 2001, sem aprovação do Congresso", Allen argumenta, acrescentando que o Congresso dificilmente concederá ao presidente americano "nova autoridade para atacar o Irã nas circunstâncias atuais ”.

Os comentários do autor vêm depois que o New York Times citou vários altos funcionários norte-americanos não identificados dizendo que “[o presidente Donald] Trump foi firme em dizer que…

Twitter proíbe que Forças Israelenses atualizem mísseis lançados da Faixa de Gaza

Centenas de mísseis foram lançados da Faixa de Gaza em território israelense desde 4 de maio, provocando uma dura resposta das FDI. Este é apenas o mais recente episódio da intesificação de tensões entre Gaza e Israel.


Sputnik

A conta do Twitter das Forças de Defesa de Israel (FDI) relatou ter encontrado problemas ao tentar publicar uma atualização sobre os ataques com mísseis da Faixa de Gaza. Descobriu-se que o Twitter considerava os tweets, que só diferiam em um número — a quantidade de mísseis lançados em Israel, idênticos e, portanto, não permitiam a publicação de um segundo post.


"Gostaríamos de atualizar vocês sobre os constantes disparos de mísseis em Gaza, mas o Twitter nos impede de repetir mensagens", escreveu a conta oficial na rede social.

Ainda assim, as FDI encontraram uma maneira de sair da situação para publicar os dados importantes. O último tweet não apenas indicou a quantidade de foguetes lançados, que agora somam cerca de 600 nas últimas 30 horas, mas também enfatizou que cada um deles foi uma tentativa de matar cidadãos israelenses.

O ataque maciço de mísseis vindo da Faixa de Gaza começou no dia 4 de maio e o sistema de defesa Iron Dome (Domo de Ferro) havia interceptado "dezenas" de foguetes. Tel-Aviv acusa o Hamas de realizar os bombardeios e ordenou um ataque de retaliação contra suas instalações no enclave. A troca de fogo tirou a vida de civis em ambos os lados.

As tensões na fronteira entre Gaza e Israel começaram a se intensificar em março de 2018 com o início dos protestos da Grande Marcha de Retorno. Embora os organizadores afirmem que os protestos são pacíficos, a movimentação levou à morte de centenas de baixas, predominantemente entre os palestinos. As FDI afirmaram que os protestos são organizados pelo Hamas como cobertura para se infiltrar e atacar Israel.

Suporte Para Escova Dispenser De Pasta De Dente Automatico - Astro

Suporte Para Escova Dispenser De Pasta De Dente Automatico - Astro

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas