Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Trump diz que 'certamente' entraria em guerra com o Irã, mas 'não agora'

O presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou que consideraria uma ação militar contra o Irã para impedir que a República Islâmica consiga armas nucleares. A briga entre Teerã e Washington aumentou depois que os EUA acusaram o Irã de atacar dois petroleiros.
Sputnik

"Eu certamente vou considerar as armas nucleares", disse Trump à revista Time na terça-feira, quando perguntado sobre o que poderia levá-lo a declarar guerra ao Irã. "E eu manteria o outro um ponto de interrogação".

A reportagem não especificou se o presidente elaborou o cenário de lançar um conflito armado de pleno direito com a República Islâmica sobre seu programa nuclear. Quando um repórter perguntou a Trump se ele estava considerando uma ação militar contra o Irã agora, ele respondeu: "Eu não diria isso. Eu não posso dizer isso".

Seus comentários foram feitos um dia depois de o Pentágono ter enviado 1.000 soldados extras para o Oriente Médio "para fins defensivos".

Os Estados Unidos cu…

Caça norte-americano F-16 é 'o mais caro aspirador de pó', diz político europeu

Os EUA não se mostram camaradas com a Bulgária e tentam vender ao país "o mais caro aspirador de pó", declarou, o presidente do partido Alternativa para o Renascimento da Bulgária (ABR, na sigla em inglês), Rumen Petkov, comentando negociações de compra dos caças norte-americanos F-16.


Sputnik

"Em minha opinião, não dá para se falar em camaradas quando tentam te vender o mais caro aspirador de pó em forma de F-16", declarou Petkov em entrevista ao Kanal 3, acrescentando que a compra de aviões de guerra norte-americanos não seria relevante para a Bulgária.

Caça F-16
F-16 Fighting Falcon © AP Photo / Go Bum-jun/Newsis

Anteriormente em abril, Rumen Petkov afirmou que a Bulgária "não assustaria ninguém com os caças", ao contrário, só "contribuiria com dois bilhões de dólares para a economia dos EUA".

Em dezembro do ano passado, a comissão interministerial búlgara, ao considerar as propostas dos EUA, Suécia e Itália, decidiu a favor da compra de caças norte-americanos, o que foi considerado por Petkov um ato de traição nacional. O político chegou até mesmo a enumerar motivos para que Bulgária optasse por outras aeronaves.

"Só o F-16 tem um motor. Não há nenhum piloto que prefira um motor ao invés de dois", declarou Petkov em dezembro.

Além do mais, o político apontou que a Bulgária deverá pagar pela importação de cada peça de reserva para os F-16, já se tivesse optado por caças italianos, a importação das peças não acarretaria pagamento.

"A empresa Eurofighter tem fábricas quase em toda a Europa. Seria mais lógico se ela construísse mais uma na Bulgária", afirmou o presidente do partido búlgaro, que se mostrou a favor também da compra de caças suecos Gripen, que estão muito presentes no continente europeu.

Conversações sobre compra de caças F-16 foram iniciadas em maio, e se espera que elas acabem em junho. O ministro da Defesa da Bulgária, Krasimir Karakachanov, declarou que o preço proposto pelos EUA ultrapassa consideravelmente o orçamento do seu país. Ele admitiu a possibilidade de reconsiderar propostas anteriores.

Ex-ministro da Defesa da Bulgária, Nikolai Nenchev, que é a favor da compra dos caças norte-americanos, duvida que a Bulgária realmente queira comprar os F-16. De acordo com ele, o país pode jogar "um cenário sinistro", e, de fato, tenciona adquirir caças Gripen.

Aviao F-16D Fighting Falcon - HOBBYBOSS

Aviao F-16D Fighting Falcon - HOBBYBOSS

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas