Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Prestes a 'ganhar' território do tamanho da Arábia Saudita, Brasil carece de recursos para defesa

A ONU deve ratificar no próximo mês, o pleito brasileiro em estender sua faixa de águas jurisdicionais em pelo menos 2,1 milhões de km², uma área equivalente à extensão da Arábia Saudita. Para especialista ouvido pela Sputnik Brasil, movimento precisa vir acompanhado de modernização da Marinha.
Sputnik

Como a Sputnik Brasil mostrou em maio, a demanda já dura há pelo menos 30 anos e tem relação com medições técnicas sobre o ponto onde termina o Brasil continental e até onde é lícito explorar as águas do entorno. O mar territorial brasileiro têm atualmente cerca de 12 milhas náuticas (22 quilômetros) na faixa de água e uma zona econômica exclusiva de 200 milhas náuticas (370 quilômetros). Na parte de solo e sub-solo, área na qual o Brasil pleiteia a extensão, há um limite de mais 200 milhas regulamentadas.

Responsável pela proteção da área oceânica, a Marinha brasileira vem desenvolvendo pesquisas na região desde 2004. Os militares já identificaram potencial possibilidade de exploração de …

Cruzador dos EUA chega muito perto de colidir com destróier da Rússia

O cruzador Chancellorsville da Marinha norte-americana atravessou o rumo de um destróier russo Admiral Vinogradov, comunicou a assessoria de imprensa da Frota do Pacífico da Rússia.


Sputnik

Segundo comunicado da Frota do Pacífico da Rússia, um cruzador USS Chancellorsville atravessou, repentinamente, o trajeto do destróier russo Admiral Vinogradov no mar da China Oriental.

Cruzador da Marinha dos EUA Chancellorsville (imagem referencial)
© AP Photo / USS Chancellorsville

O incidente ocorreu às 3h35 GMT, às 0h35 de Brasília. A embarcação de guerra norte-americana mudou o rumo de repente e passou a 50 metros do navio militar russo.

Para evitar a colisão, os tripulantes do destróier russo Admiral Vinogradov realizaram manobras emergentes.

"Pela onda internacional de rádio, o comando do navio norte-americano recebeu declaração de protesto e notificação de inadmissibilidade de tais ações", lê-se na nota.

Vale destacar que foi noticiado anteriormente que a Frota do Pacífico da Rússia receberá os primeiros dois navios equipados com mísseis de cruzeiro Kalibr, além de um submarino do projeto 636 também com mísseis Kalibr.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas